Dez anos de Tecnologia Flex no Brasil

Um sistema flexível de combustível, que ficou conhecido como Flex, chegou no Brasil em 2003 com o Volkswagen Gol 1.6. Considerada como a investida mais bem sucedida da indústria automotiva brasileira, possibilitou aos motoristas a liberdade de escolher o combustível mais vantajoso para seu carro, já que permite que ele rode tanto com gasolina quanto com etanol.

Segundo a Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a indústria automotiva brasileira atingiu esse ano a marca de 20 milhões de veículos Flex produzidos. Só em 2012, foram licenciados 3.162.874 unidades com motor biocombustível.

Apesar do automóvel consumir mais etanol que gasolina para percorrer uma determinada distância, o combustível é mais barato do que as opções tradicionais, como a gasolina e o diesel. Além disso, possui a grande vantagem de ser uma alternativa mais limpa, poluindo o meio ambiente em uma escala inferior quando comparado aos demais.

[alertblue]Este é um Guest-Post escrito por Nathan Marino (Site: Gilson Pneus).
As opiniões do autor acima são inteiramente próprias e podem não refletir a opinião do Ultra Motors.[/alertblue]

Cálculo Etanol (álcool) x Gasolina

Quando vale a pena usar o álcool como combustível?

O uso do álcool é vantajoso se o litro custar até 70% do valor do litro da gasolina. Isso ocorre porque motores abastecidos com álcool consomem 30% a mais, em média, do que os abastecidos com gasolina. Ou seja, a conta é simples: basta dividir o valor do litro do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor que 0,7 – compensa abastecer o veículo com álcool. 

Avatar of Staff

Por Staff

Estamos constantemente acompanhando o mercado automotivo em busca de notícias e dicas relevantes. A base de nossas publicações está no expertise de nossos editores, informações dos fabricantes e opinião dos consumidores.

09/07/2013 2:28