Brasil e China empurram vendas globais da Volkswagen para baixo

A principal marca do Grupo Volkswagen teve uma considerável queda na venda de automóveis após a diminuição na demanda em dois grandes mercados, China e Brasil. Os carros Volkswagen para passageiros atingiram a marca de 507.100 unidades vendidas em janeiro de 2011, 2,8% a menos do que os 521.600 no mesmo mês de 2014.

Desta vez, a Europa não foi a culpada. A demanda por ‘Volkswagens’ cresceu 3,6% na Alemanha e se manteve estável no resto da Europa Ocidental. No entanto, o mercado chinês começou a mostrar sinais de abrandamento, com as vendas diminuindo 0,7%, com 267.8 mil carros vendidos.

OFERTAS: Carros Volkswagen à venda

Na Rússia, que enfrenta a queda dos preços do petróleo e as tensões com o Ocidente sobre a questão da Ucrânia, as vendas caíram 28%, com apenas 6.200 vendas.

Estimulada pela linha 2015 do Golf e Jetta, a demanda nos EUA aumentou, mas no Brasil caiu 15% levando o resto do mercado sul-americano na mesma direção.

“As vendas da marca Volkswagen mostram que estamos enfrentando um ano desafiador. A Volkswagen não ficou imune às incertezas que persistiram em algumas regiões durante este ano”, comentou Christian Klingler, membro do conselho de Vendas e Marketing do Grupo Volkswagen, em Wolfsburg nesta quarta-feira.

Avatar of Staff

Por Staff

Estamos constantemente acompanhando o mercado automotivo em busca de notícias e dicas relevantes. A base de nossas publicações está no expertise de nossos editores, informações dos fabricantes e opinião dos consumidores.

12/02/2015 14:11