10 dicas para vender o seu carro usado

Vender o seu carro usado pode ser uma tarefa fácil ou difícil. Fatores como a situação econômica do país e a liquidez do modelo irão influenciar diretamente na venda de carros novos e usados, no entanto, neste artigo iremos apontar os fatores que temos controle e que poderão determinar diretamente o sucesso ou o fracasso na venda de um carro usado.

Aqui estão 10 dicas para venda de carro particular que vão ajudá-lo a transformar o seu carro usado em dinheiro.

Tópicos abordados no artigo:

  1. Conheça o mercado
  2. Fixe um preço competitivo
  3. Melhore a aparência do seu carro
  4. Onde anunciar o seu carro usado
  5. Crie anúncios que vendem
  6. Demostrando o seu carro
  7. Negociando o melhor preço
  8. Lidando com complicações
  9. Finalizando a venda
  10. Após a venda

Antes de mais nada, se você chegou até aqui com o intuito de anunciar o seu carro on-line e quer fazer isso agora mesmo, basta clicar no botão logo abaixo, mas se quiser algumas dicas de como vender um carro usado prossiga neste artigo.

1º Passo: Conheça o mercado

  • Será fácil vender o meu carro?
  • Ele é bem aceito no mercado?
  • Vou ter que baixar muito o preço para vendê-lo?

Aqui estão algumas regras que respondem estas perguntas:

Os hatches compactos como o Gol, Palio, Uno e Celta ainda são os mais vendidos do mercado.

Alguns sedans médios possuem excelente aceitação, Corolla e Civic são os grandes destaques desse segmento.

Os crossovers ou SUVs compactos são os novos queridinhos do consumidor brasileiro de carros usados. Ecosport, Duster, Renegade e HRV estão entre os mais vendidos.

O mercado de carros usados e de luxo está crescendo e atualmente é quase cinco vezes maior do que o mercado de novos de luxo.

Os carros de colecionadores tendem a demorar mais para vender e é comum encontrar dificuldade em estabelecer seus preços. No entanto esses carros podem alcançar valores impressionantes se você encontrar o comprador certo. Topo ↑

2º Passo: Fixe um preço competitivo

Uma das melhores maneiras de saber quanto o seu carro realmente vale é pesquisando por anúncios on-line e verificando como estão as ofertas e procura pelo modelo de carro igual ao seu. A busca de carros do Ultra Motors e de outros sites da internet permite que você pesquise com critérios específicos. Você pode selecionar o versão, ano e quilometragem são as métricas mais importantes. Veja quantos carros similares ao seu estão no mercado. Tome nota das condições, quilometragem, localização e preço, de uma forma que você poderá anunciar o seu carro com um preço competitivo, isso irá ajudá-lo a vender mais rápido.

Uma vez que você fez um levantamento dos anúncios de carros online, use as suas anotações em conjunto com a tabela Fipe para determinar o valor justo do carro.

Existem algumas exceções nas regras do preço. Então você deve seguir a sua intuição.

É  importante deixar uma pequena margem no preço que está pedindo, peça um pouco mais do que você está disposto a receber. Se você quer receber R$ 25.000,00 pelo carro, você deve anuncia-lo por R$ 25.500,00. Dessa forma, se você receber R$ 25.500,00 – Ótimo! Mas se você tiver que baixar o valor na negociação, não será uma perda terrível.

O paragrafo acima ilustra o meio de pensar de alguns negociantes de veículos, na verdade, de alguns negociantes em geral. Eu não gosto desse meio de negociação. Uma vez que você determinou um preço justo, não acho honesto ficar jogando com o preço. Determine um preço justo e ponto.

Você deve ter notado o quão criativo os revendedores de carros são, eles geralmente estabelecem os preços em “990” como R$ 25.990,00. Supostamente não notamos que basicamente o carro custa R$ 26.000,00. Existem muitos fatores psicológicos no estabelecimento de preços. Um produto que não vende bem por R$ 30,00 pode atrair mais compradores por R$ 29,90, por exemplo.

Em contra-partida, como um vendedor particular você pode não querer ser associado a um revendedor de carros. Assim, você deve estipular o preço de forma simples, algo que se pareça com R$ 25.750,00 ou 25.500,00. Topo ↑

3º Passo: Dê ao seu carro uma boa aparência

No momento que os compradores em potencial analisam o carro pessoalmente, provavelmente irão decidir se vão comprar, ou não, logo nos primeiros minutos. Isso é baseado na primeira impressão do carro. Você então vai querer que essa primeira impressão seja positiva.

Antes de anunciar o seu carro tenha certeza de que ele está limpo e aparenta o melhor possível. Isso vai além de apenas levar o seu carro no lava-jato.

  • Tenha certeza de que o carro está lavado e encerado;
  • Tenha certeza que o seu carro está com a mecânica em dia, sem ruídos estranhos, livre de mossas e arranhões;
  • Considere fazer reparos de baixo custo;
  • Tenha todo o histórico de manutenção pronto para mostrar aos prováveis compradores;
  • Se o carro precisa de algum serviço ou até mesmo uma troca de óleo de rotina, cuide disso antes de colocá-lo à venda;
  • Faça uma revisão com o seu mecânico e peça um relatório das condições do veículo. Você pode usar isso para motivar o comprador em potencial;
  • A documentação e o odômetro devem estar regularizados. Topo ↑

4º Passo: Onde anunciar o seu carro

Agora que o seu carro está com uma boa aparência e andando bem, é hora de anunciar o mesmo. Tradicionalmente as pessoas anunciam nos classificados dos jornais, esses anúncios podem ser bem caros, mas podem gerar bons resultados. No entanto, os anúncios online, assim como os do Ultra Motors estão se tornando cada vez mais populares. Os anúncios online são bastante eficientes, contam com maiores informações, incluindo fotos e diversas formas de contatar o vendedor. No Ultra Motors, anunciar um carro usado é rápido, fácil e gratuito.

Aqui estão os principais meios de anunciar carros usados:

  • Sites de compra e venda de carros assim como o Ultra Motors;
  • Classificados diários dos jornais;
  • No quadro de recados do seu trabalho, supermercado local ou no campus da universidade;
  • Boca a boca. Avise os seus amigos e família que você tem um carro para vender;
  • Ponha um aviso de “Vende-se” na janela do carro.

Em qualquer dos meios off-line é recomendado que você insira o link do seu anúncio online. Assim, os compradores vão ter a opção de ver fotos e mais detalhes do carro antes de marcar a visita.

Prepare-se para receber ligações de possíveis compradores, muitas pessoas não vão deixar uma mensagem para você retornar, portanto, atenda o telefone e responda o WhatsApp. Seja político e educado, criar uma boa impressão é o primeiro passo para que compradores se sintam a vontade para conhecer o seu carro pessoalmente. Topo ↑

5º Passo: Crie anúncios que vendam

Ao criar um aviso de “Vende-se”, inserir um anúncio on-line ou no jornal, você tem a oportunidade de mostrar o quanto ávido para vender você está. Isso pode ser feito inserindo as seguintes frases:

Preciso vender! Isto frequentemente quer dizer que o vendedor está saindo da cidade e precisa se desfazer do carro rapidamente e por um preço especial.

Aceito ofertas. Indica que você está disposto a receber ofertas abaixo do preço declarado. Isto geralmente significa que você está ávido para vender.

Estou pedindo. Antes do valor do carro. Isto também comunica a sensação de que você vai negociar, mas ainda esta um degrau abaixo do “Aceito ofertas”.

Preço fixo. Indica que você não está com pressa de vender o carro – você está mais interessado em receber o seu preço.

Pense bem no que você vai dizer às pessoas quando você inserir frases em seus anúncios. Além do preço você deve incluir em seu anúncio o ano, marca, modelo e o nível de acessórios do carro que está vendendo, quilometragem, cor, condições e outras informações importantes. Topo ↑

6º Passo: Demostrando o seu carro

Tenha em mente que quando você vai vender o seu carro as pessoas também avaliarão você. Eles estarão pensando: “essa é a pessoa que usou o carro nos últimos anos, devo confiar nessa pessoa?” Faça com que os compradores se sintam confortáveis, eles provavelmente vão estar indecisos e preocupados ao tomar uma decisão tão importante. Facilite respondendo todas as perguntas abertamente.

Compradores em potencial vão querer fazer um test-drive. Na dúvida, verifique e tenha certeza que eles possuem a carteira de habilitação (CNH). Acompanhe os compradores no test-drive para que você possa responder as perguntas sobre o histórico e a performance do carro. Além disso, eles podem não conhecer a região, então você terá que guiá-los no percurso.

Podem aparecer contra-tempos inesperados no processo de venda do carro usado. Eles serão superados facilmente se você estiver negociando com uma pessoa razoável. Portanto, ao ser contatado por compradores em potencial use a sua intuição para avaliá-los. Se surgir qualquer tipo de dificuldade ou suspeita, aguarde por um outro comprador. Com a pessoa certa, vender um carro usado deve ser simples.

Alguns vendedores não se sentem confortáveis em receber compradores em suas casas, você pode combinar de mostrar o carro em algum estacionamento de shopping próximo a sua casa.

Alguns compradores vão querer levar o carro até um mecânico para ser inspecionado. Se você tiver um relatório de inspeção do seu mecânico, este pode bastar. No entanto, se eles ainda assim quiserem levar o carro ao mecânico, esta é uma proposta razoável, acompanhe eles até o local. Topo ↑

7º Passo: Negociar para o seu melhor preço

Se uma pessoa veio olhar o seu carro e o mesmo foi aprovado no test-drive, provavelmente você vai receber uma oferta. A intenção de negociar começa de diversas formas, observe as mais comuns:

“Eu gostei do carro, mas…” Esta é a forma mais suave de negociar o valor. Eles nem irão mencionar que o valor parece muito caro. Se eles disserem, “Eu gostei do carro, mas…” e em seguida entrarem em um silêncio desconfortável por algum espaço de tempo, você pode considerar uma resposta apropriada. Se você realmente quer girar o carro, você pode dizer, “Quanto você está disposto a pagar?”.

“Qual o seu melhor preço?” Esta é uma forma mais direta de sondar o vendedor e descobrir o quanto ele está disposto a baixar o seu preço. Se você receber isso de um comprador em potencial não demostre muita vontade em reduzir o preço.

“Você aceita…?” Agora estamos chegando em algum lugar. Esse comprador tem a intenção de comprar e está fazendo uma oferta. Esta proposta está sendo apresentada de forma bem política e permite uma contra-oferta.

“É pegar ou largar” Esse comprador está fazendo uma oferta que supostamente não deixa espaço para uma contra-oferta. Na realidade, esse comprador pode estar blefando. Ainda assim, ele esta enviando uma mensagem de que está restrito ao seu preço final. A única maneira de saber com certeza o quanto real é a proposta de “pegar ou largar” é largar – e deixar ele ir embora. Ele pode voltar amanhã disposto a pagar o seu preço.

Estas são algumas das propostas que você deve encontrar. Pense nas suas respostas com antecipação para não ser pego de surpresa. Em geral, se você acabou de anunciar o carro é uma boa ideia manter o seu preço. Se nenhum comprador for conquistado com o tempo, você vai saber que é hora de ser flexível. Topo ↑

8º Passo: Lidando com complicações

Em alguns casos você pode chegar a um acordo com o comprador em que você fica responsável por reparar eventuais danos que o carro apresenta. Isso pode gerar alguns mal-entendimentos. Se puder, evite este tipo de acordo. O melhor a fazer é ter o seu carro em bom estado evitando a necessidade de reparos posteriores. Se você mencionar claramente em seu anúncio que o carro está sendo vendido no “estado de uso” você pode se referir à isto no momento de fechar o negócio.

Pode acontecer que na viajem até o mecânico do comprador surja uma nova questão a respeito das condições do carro. O que fazer?

Cada caso é um caso. Se o reparo for necessário e você confia no relatório do mecânico, você pode propor a redução do valor final acordado. Se o reparo é questionável mas o comprador é insistente, divida a diferença ou leve o carro ao seu mecânico para uma outra avaliação.

Lembre-se, quanto mais antigo o carro, maior será a vontade de levá-lo até um mecânico. Em algum momento você vai ter que ceder e dizer ao comprador, “o trabalho pode ser feito”, mas se o carro está em boas condições de pilotagem e o reparo proposto não está remetendo a interesses de segurança, não arque com o serviço. Afinal não é esperado que um carro usado esteja em estado de 0KM, principalmente, os mais antigos. Topo ↑

9º Passo: Finalizando a venda

Ao vender o seu carro usado é importante limitar a sua responsabilidade. Se alguém ao pilotar o carro que você acabou de vender se envolver em um acidente ou receber multas, você pode ser responsabilizado. Siga os procedimentos do Detran.

Uma vez que você recebeu o dinheiro é hora de assinar o documento de transferência do veículo, você e o comprador devem assinar e autenticar em cartório o documento. Tire uma xerox autenticada do documento de venda. O prazo é de 30 dias.

Lembre-se de contatar o seu corretor de seguros e cancele a apólice do seu veículo.

Antes que o comprador leve o seu carro definitivamente, dê uma última olhada no porta-luvas, no porta-malas e embaixo dos bancos, você pode achar alguns tesouros escondidos nos últimos anos. Topo ↑

10º Passo: Após a venda

A melhor maneira de se sentir em paz depois da venda do seu carro usado é ter certeza de que você fez tudo corretamente. Isso significa ter sido claro sobre as condições do carro antes da venda, ter transferido o documento e comunicado à venda corretamente, dentro do prazo.

Quando feito corretamente, a venda de um carro usado pode ser uma situação gratificante. Você transformou o seu carro em dinheiro e providenciou um novo transporte para o próximo dono. Concentre-se nos benefícios para ambas as partes que estará se qualificando a ter uma experiência tranquila e lucrativa. Topo ↑

Aqui estão algumas dicas para vender um carro usado. Compartilhe as suas experiências logo abaixo.

Para complementar as dicas deste artigo sugiro também a leitura dos artigos Criando o anúncio de veículo particular perfeito e 5 dicas para seguir antes de vender um carro.

Compartilhe!

By Staff

Estamos constantemente acompanhando o mercado automotivo em busca de notícias e dicas relevantes. A base de nossas publicações está no expertise de nossos editores, informações dos fabricantes e opinião dos consumidores.